ColunasTBT

TBT #1: Flamengo 0x2 Cruzeiro – Oitavas de final da Copa Libertadores 2018

Relembre essa página heróica e imortal

Você sabe o que significa TBT? Não? TBT é a abreviação de throwback thursday, e é uma hashtag constantemente usada no Instagram. Às quintas, os usuários da rede social costumam postar fotos antigas usando #TBT, com o objetivo de recordar essas lembranças. Agora, o TBT estará presente no Mais Cruzeiro. Toda quinta-feira, iremos relembrar um jogo marcante da gloriosa história da Raposa.

Iniciando a série, traremos à tona um jogo que, para muitos, é considerado a melhor exibição de toda Era Mano Menezes.

Após ficar em primeiro no grupo, o Cruzeiro não teve muita sorte no sorteio das oitavas de final da Libertadores de 2018. As famigeradas bolinhas resultaram num confronto caseiro contra o Flamengo, clube que o Cruzeiro havia batido na final da Copa do Brasil do ano anterior. Um embate que, inicialmente, causava sensação de equilíbrio, mas que no jogo de ida já foi praticamente aniquilado.

O jogo

A partida foi Manismo em estado puro. Se você quer mostrar a alguém o que foi o Cruzeiro de Mano Menezes no auge, mostre esse jogo. A Raposa deu a bola ao Flamengo, mas os cariocas tinham uma posse nula, que não machucava ninguém. Por outro lado, o Cruzeiro contra-atacava de forma perigosa e conseguia ser letal, marcando duas vezes e ainda quase fez mais dois gols no final do jogo, com Raniel e Rafinha.

O primeiro gol

Logo no início, a Raposa abriu o placar. Em boa jogada do meio-campo, Robinho deixou Arrascaeta na cara do gol. Com sua frieza de sempre, o uruguaio não perdoou aquele que, pouco tempo depois, seria seu futuro clube. 1-0 para o time de Mano Menezes.

E aí, torcedor, saudades do antigo camisa 10?

Jogo controlado e placar ampliado

Aos 32 minutos do segundo tempo, em jogada construída por Raniel, Rafinha e Arrascaeta, o Cruzeiro chegou mais em uma vez. Em pancada de Lucas Silva, Thiago Neves desviou com o pé e marcou o segundo da Raposa. A vantagem estava construída.

Solidez defensiva

O Flamengo tinha a bola, mas não conseguia criar muito, e quando criava, lá estava Fábio. Nas poucas vezes que o rubro-negro chegava com grande perigo, o ídolo da Raposa fez das suas e salvou o time. Além disso, o Flamengo, por não conseguir infiltrar na defesa azul, acabou forçando o jogo aéreo, com cruzamentos desesperados. Entretanto, o Cruzeiro tinha uma dupla de zaga vivendo seu auge. Léo e Dedé eram praticamente intransponíveis pelo alto, então, dessa forma era difícil de bater o time celeste.

A sequência

Com a boa vantagem, o clube mineiro não conseguiu repetir a excelente atuação na volta e perdeu por 2-1. Todavia, no agregado o placar ainda era favorável ao time de Mano. Após a classificação, o Cruzeiro foi eliminado da competição pelo Boca Juniors, na fase seguinte, em um confronto marcado por polêmicas da arbitragem.

Ficha técnica

Flamengo 0-2 Cruzeiro

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de agosto de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Hernan Maidana (Argentina) e Gustavo Rossi (Argentina)
Cartão Amarelo: Cuellar (Fla); Thiago Neves, Robinho (Cru)

Gols: De Arrascaeta, aos nove minutos do primeiro tempo e Thiago Neves, aos 33 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei (Pará), Léo Duarte, Réver e Renê; Gustavo Cuéllar, Jean Lucas (Vitinho), Diego, Éverton Ribeiro e Marlos Moreno (Lincoln); Uribe.
Técnico: Mauricio Barbieri.

CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Rafinha), Thiago Neves (Ariel Cabral) e De Arrascaeta; Hernán Barcos (Raniel).
Técnico: Mano Menezes.

Deixe seu comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar