ColunasTBT

TBT #4: Cruzeiro 1 (4×3) 0 São Paulo – Oitavas de final da Copa Libertadores 2015

Relembre essa página heroica e imortal

Você sabe o que significa TBT? Não? TBT é a abreviação de throwback thursday, e é uma hashtag constantemente usada no Instagram. Às quintas, os usuários da rede social costumam postar fotos antigas usando #TBT, com o objetivo de recordar essas lembranças. Agora, o TBT estará presente no Mais Cruzeiro. Toda quinta-feira, iremos relembrar um jogo marcante da gloriosa história da Raposa.

Após nos primeiros episódios termos relembrado as marcantes vitórias contra Flamengo, Corinthians e Villa Nova, iremos, agora, voltar ao ano de 2015. Na altura, o Cruzeiro era o bicampeão brasileiro. Entretanto, não conseguiu, nem de perto, repetir o sucesso dos anos anteriores. Porém, uma das poucas alegrias que o cruzeirense teve naquele ano, foi a classificação na Libertadores, contra o São Paulo. Vamos recordar?

Qual era a situação?

Depois da fase de grupos, azuis e tricolores se reencontraram na competição continental depois de cinco anos. No papel, o São Paulo era superior ao Cruzeiro, afinal, o time de BH foi completamente desmanchado após o título brasileiro de 2014. Entretanto, o espírito de La Bestia Negra aflorou novamente e a Raposa, nos penâltis, eliminou o Soberano.

O jogo

Na ida, o São Paulo fez valer o mando de campo e simplesmente esmurrou o Cruzeiro. Todavia, Fábio fez atuação mágica e o time da capital paulista venceu apenas por 1 a 0. Essa vantagem magra deu esperanças ao time e a torcida celeste, que estiveram em intensa sintonia na volta, no Mineirão. A conexão entre as partes fez com que o limitado time azul tirasse forças de lugares desconhecidos e vencesse também por 1 a 0. Depois, os comandados de Marcelo Oliveira despacharam o São Paulo nas penalidades máximas, em outra aparição de gala do goleiro Fábio.

O gol

A passagem de Leandro Damião pela Raposa não foi nenhuma maravilha, mas teve seu ápice nesse jogo. Em um passe magistral de Willian Bigode, o lateral Mayke deu assistência ao camisa 9 que, caindo no chão, empurrou a bola pro gol e fez a festa da China Azul.

Disputa de penâltis

Dois grandes goleiros se enfrentando. Fábio contra Rogério Ceni. Porém, o goleiro tricolor era também um grande batedor de penais, e o camisa 1 do Cruzeiro era sua maior vítima da carreira. Entretanto, isso tudo ficou de lado e Fábio castigou seu carrasco.

Damião e Manoel desperdiçaram cobranças pelo Cruzeiro, mas Marquinhos, Arrascaeta, Henrique e Gabriel Xavier não decepcionaram. Pelo São Paulo, Ceni, Ganso e Centurión marcaram. Contudo, o volante Souza isolou e Lucão e Luís Fabiano pararam no goleiro Fábio, que foi o grande herói da triunfal noite cruzeirense.

TBT #4: Cruzeiro 1 (4x3) 0 São Paulo – Oitavas de final da Copa Libertadores 2015
Jogadores comemorando após vitória nos penais – Créditos da foto: Pedro Vilela/Getty Images

Sequência

Após a classificação, o Cruzeiro enfrentou o River Plate. No primeiro jogo, em Buenos Aires, a Raposa, surpreendentemente, bateu os Millonarios, com gol de Marquinhos. Mas o pior estava por vir. Na volta, o River aplicou um sonoro 3 a 0 no time de Marcelo Oliveira e passou à semifinal. O time argentino acabou se sagrando campeão da Libertadores de 2015.

Ficha técnica

Cruzeiro 1 (4×3) 0 São Paulo

Local: Mineirão
Data: 13 de maio de 2015 (Quarta-feira)
Horário: 19:30 (horário de Brasília)
Público presente: 39. 867
Público pagante: 37.319
Renda: R$ 2.044.295,00
Árbitro: Andres Cunha
Assistentes: Gabriel Popovits e Miguel Nievas
Gol: Leandro Damião, 10′ do segundo tempo
Cartão Amarelo: Reinaldo (SP)

Cruzeiro: Fábio, Mayke (Willian Farias), Bruno Rodrigo, Manoel e Mena; Willians, Henrique e Arrascaeta; Willian (Gabriel Xavier), Marquinhos e Leandro Damião. Técnico: Marcelo Oliveira.

São Paulo: Rogério Ceni, Bruno, Lucão, Rafael Toloi e Reinaldo; Denílson, Souza, Wesley (Centurión), Ganso e Michel Bastos (Hudson); Pato (L. Fabiano). Técnico: Milton Cruz.

 

 

Deixe seu comentário

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar