Notícias

Em razão do Dia da Consciência Negra, Cruzeiro lança campanha contra o racismo

Ação tem como representantes os zagueiros Cacá e Jajá, dos times masculino e feminino, respectivamente

Em meio aos muitos casos de racismo que vêm acontecendo no futebol, tendo dois casos inclusive repercutido muito nas redes sociais, o primeiro sofrido pelos atacantes Taison e Dentinho, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, que foram atacados pela torcida do Dínamo Kiev, e depois do segurança do Mineirão, que sofreu injúria racial de torcedores do Atlético-MG, no último clássico, o Cruzeiro deu um importante passo no combate ao preconceito racial ao lançar a campanha “Cartão vermelho para o racismo”.

A campanha, que tem os zagueiros Cacá e Jajá, dos times masculino e feminino, respectivamente, como representantes, ouvirá torcedores, em uma ação conjunta com o Todo Black É Power, Grupo Empresarial dedicado à emancipação da população negra por meio do empoderamento estético, econômico e cultural, sobre casos de racismo nos estádios. O participante poderá, por meio de formulário, entre os dias 14 e 18 de novembro, contar se já presenciou ou sofreu algum tipo de discriminação racial nos estádios.

Essa é uma da série de ações que o Cruzeiro irá promover em razão do Dia da Consciência Negra, celebrada no Brasil no dia 20 de novembro. Para saber mais sobre a campanha, clique aqui. Para responder o formulário sobre experiências com o preconceito racial em campos de futebol, bastar clicar aqui. A pesquisa é curta e pode ser respondida rapidamente.

Deixe seu comentário

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar