Início Análises Análises Táticas Sassá ou Marcelo Moreno? Quem deve ser o titular no time do...

Sassá ou Marcelo Moreno? Quem deve ser o titular no time do Cruzeiro

A vitória por 3 a 0 em cima da Ponte Preta conquistada pelo Cruzeiro na noite de ontem (30), reacendeu a esperança dos torcedores. Com muitas mudanças, a pressão ofensiva que a Raposa já vinha fazendo em outros jogos, surtiu efeito. Desse modo, ficou visível a evolução do ataque celeste e uma dúvida apareceu: Sassá ou Moreno? Quem deve ser o titular no ataque do Cruzeiro.

Marcelo Moreno e a escassez de gols

Com três passagens pelo clube, um título nacional conquistado, e mais de 40 gols marcados, Marcelo Moreno mostrou ser um verdadeiro ídolo do Cruzeiro. No momento mais difícil na história da Raposa, o atacante abriu mão de uma remuneração milionária na China para ajudar na reconstrução do clube.

A atitude de Moreno é louvável, entretanto, em campo, as coisas não estão saindo com o atacante ou a torcida esperavam. Em 10 jogos na Série B, ele marcou apenas dois gols, sendo que um foi de pênalti. O número de tentos é muito baixo, visto que o jogador atua como centroavante e usa a camisa 9.

Para alguns torcedores, o problema está no estilo de jogo do Cruzeiro. O qual, Marcelo Moreno era pouco acionado dentro da área e tinha que voltar para buscar a bola no meio de campo e ajudar na marcação. Mas vendo por outro lado, é possível notar que algumas falhas no desempenho também são culpas do jogador.

Por exemplo, nas disputas com os defensores, Moreno quase sempre perde na velocidade e no combate homem a homem. Além disso, erra muitos passes e na hora da finalização, fura ou demonstra não ter precisão de chute.

Sassá ou Marcelo Moreno? Quem deve ser o titular no time do Cruzeiro
Marcelo Moreno entrou no segundo tempo, mas não agregou muito ao time – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Sassá, uma possível solução para o ataque

Velho conhecido dos torcedores do Cruzeiro, Sassá retornou do Coritiba recentemente, após ser desligado da equipe por problemas disciplinares. A volta do atacante dividiu a torcida: parte espera que o jogador seja a solução para o sistema ofensivo, outra não viu com bons olhos o retorno.

Porém, essa opinião pode ter mudado depois do jogo contra a Ponte Preta. Pela primeira vez em 2020, o Cruzeiro conseguiu marcar dois gols no primeiro tempo. Além disso, a mudança de postura foi clara. Mesmo a frente no placar, a equipe não recuou, e continuou fazendo pressão até o fim da partida. E muito disso se deve a presença de Sassá em campo.

Das 16 finalizações da equipe na partida, quatro foram do jogador. Apesar de não ter marcado gol, o atacante conseguiu unir a qualidade ofensiva com a defensiva. Ele pressionou os zagueiros, ajudou na marcação e segundo Ney Franco, abafou o adversário. Dessa forma, a entrada de Sassá fez o Cruzeiro abrir mais o jogo e conseguir se movimentar mais.

Futuro da posição

Ainda é cedo para cravar se Sassá deve ou não ser titular no lugar de Marcelo Moreno. Porém, a partida de ontem deixou claro que as mudanças feitas no time tiveram um efeito positivo. Desse modo, a tendência é que Sassá entre como titular nos próximos jogos.

Veja também: Opinião – bom placar contra a Ponte Preta não apaga as deficiências coletivas do Cruzeiro

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário