Início Cruzeiro Título de Sul-Minas, decepções e ida à Seleção Brasileira: a primeira passagem...

Título de Sul-Minas, decepções e ida à Seleção Brasileira: a primeira passagem de Felipão no Cruzeiro

Qries

Nesta terça-feira (20), a partir das 21h30, contra o Operário, Felipão finalmente fará sua reestreia pelo Cruzeiro. No início dos anos 2000, o treinador teve uma movimentada passagem pela Raposa.

Após vencer de forma heroica a Copa do Brasil de 2000, ante ao São Paulo, o técnico Marco Aurélio deixou o Cruzeiro e, de forma surpreendente, Luiz Felipe Scolari foi anunciado como o novo treinador celeste. Ele chegava à Toca com um currículo invejável nas costas: duas Libertadores, Brasileirão, Copa do Brasil, entre outras conquistas. Em BH, a expectativa principal era em torno do Campeonato Brasileiro de 2000 e da Libertadores de 2001.

Copa Sul-Minas

Contrariando o que se esperava, o único troféu de Felipão à frente do Cruzeiro foi a Sul-Minas de 2001, de forma invicta. Na final, a equipe estrelada bateu o Coritiba por 3 a 0, no Mineirão, com gols de Jorge Wagner, Geovanni e Marcelo Ramos.

Decepções

No entanto, em outras competições, muito mais se ilusionava do time celeste. No Campeonato Mineiro de 2001, os comandados de Scolari fizeram uma campanha ruim e foram eliminados de forma precoce sem sequer disputarem a final.

No Brasileirão de 2000, na semifinal, uma lembrada eliminação para o Vasco, em São Januário, por 3 a 1, após empate de 2 a 2 no Mineirão. Vale lembrar que o Cruzeiro havia feito uma grande campanha nas fases anteriores.

Bicampeão com Grêmio (1995) e Palmeiras (1999), Felipão chegou à Raposa com o grande objetivo de levar a taça da Libertadores para a Toca. Entretanto, outra dolorosa eliminação, desta vez para o próprio Verdão, interrompeu o sonho mineiro. Na primeira fase, o Cruzeiro havia eliminado Olímpia-PAR, Sporting Cristal-PER e Emelec-EQU. Nas oitavas, a vítima foi o El Nacional-EQU. Contudo, após dois empates, em 3 a 3 e 2 a 2, respectivamente, o time azul caiu para o Palmeiras nas penalidades máximas e deu adeus ao sonho do tri.

Desempenho

Ao todo, em sua primeira passagem, Scolari fez 75 jogos pelo clube estrelado, com 40 vitórias, 23 empates e 12 derrotas. Foram 147 gols pró e 81 gols sofridos. Em pontos, ele teve um aproveitamento de cerca de 63%.

Seleção Brasileira

Em má fase, a CBF buscava um novo técnico que pudesse, ao menos, levar o Brasil para a Copa do Mundo de 2002. Escolhido, Felipão deixou o Cruzeiro rumo ao desafio, não decepcionou e foi além: venceu o torneio para o time canarinho.

Segunda passagem

20 anos depois, os objetivos não são mais o Brasileiro e tampouco a Libertadores, e sim recuperar a honra cruzeirense e devolver o clube à Série B. Desta forma, a torcida azul espera que Luiz Felipe Scolari tenha sucesso em sua segunda empreitada em BH.

Veja mais: Vídeo: os principais desafios de Felipão no Cruzeiro; assista

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber conteúdo incrível sobre o Cruzeiro em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário