Início Análises Estatísticas Sete contratações do Cruzeiro em 2020 já deixaram o clube

Sete contratações do Cruzeiro em 2020 já deixaram o clube

Após o rebaixamento em 2019, a Raposa entrou, com tudo, em um buraco financeiro, político e esportivo. Não à toa, em 2020, o Cruzeiro já teve duas gestões, quatro treinadores e 22 (!) contratações. Dos reforços, sete não seguem na equipe e alguns não estão sendo aproveitados.

Relembre os jogadores contratados pelo clube celeste na temporada e em quais times eles estavam anteriormente:

Orejuela (Ajax-HOL), Roberson (RB Bragantino), Everton Felipe (São Paulo), João Lucas (Ceará), Machado e Jhonata Robert (Grêmio), Ramon (Vitória), Jean e Iván Angulo (Palmeiras), Marllon (Corinthians), Marcelo Moreno (Shijiazhuang Ever Bright-CHI), Régis e Giovanni (Bahia), Claudinho e Rafael Luiz (Ferroviária), Raul Cáceres (Cerro Porteno-PAR), Airton (Inter de Limeira), Arthur Caíke (Al-Shabab-SA), Gui Mendes (Ituano), Daniel Guedes (Santos), Matheus Índio (Estoril) e Giovanni Piccolomo (Coritiba).

Destes nomes, sete já deixaram o clube. Orejuela, comprado junto ao Ajax, foi emprestado ao Grêmio em seguida. Everton Felipe foi devolvido ao São Paulo e logo partiu ao Atlético Goianiense. João Lucas não agradou e foi emprestado ao Avaí. Jhonata Robert retornou ao Grêmio e está no futebol português. O zagueiro Marllon, por sua vez, recentemente foi chamado de volta pelo Corinthians, pois não vinha sendo utilizado. Pertencentes ao Palmeiras, Jean e Angulo também não seguiram no Cruzeiro. O volante rescindiu com a Raposa após grave lesão e o ponta colombiano jogou um jogo pelo time estrelado, retornou ao Verdão, voltou ao clube mineiro, ainda não jogou e pode partir ao Botafogo.

Além dos que já saíram, existem os atletas que não agradaram à torcida e comissão técnica, e aparecem pouco. São os casos de Giovanni e Roberson, que não devem ter vida longa em Belo Horizonte.

Dos remanescentes, poucos se destacam. Como é o caso do zagueiro Ramon, que tem se firmado na equipe cruzeirense. Além dele, Régis, Airton e Raul Cáceres também estão bem. Contratações como Marcelo Moreno, Arthur Caíke, Filipe Machado, Rafael Luiz, Claudinho e Daniel Guedes estão sendo utilizados, mas ainda não caíram nas graças da torcida do Cruzeiro.

O meia Gui Mendes, que chegou do Ituano, tem atuado pelo time Sub-20 da Raposa.

Mas não para por aí. Ainda existem os jogadores contratados que sequer inscritos estão. São os meias Giovanni Piccolomo e Matheus Índio, que já treinam com a equipe, mas esbarram em queda da punição da FIFA para estrearem.

Tantas contratações em 2020 apenas expõem a falta de planejamento do Cruzeiro para um dos anos mais importantes de sua história. Tamanho descontrole reflete dentro de campo e na tabela da Série B, em que a Raposa vem passando imensas dificuldades.

*Não estão inclusos na lista jogadores que retornaram de empréstimos, como Sassá e Marquinhos Gabriel, pois estes não configuram contratações.

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário