Início Análises Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do...

Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra o América

O Cruzeiro voltou a vencer na Série B, dessa vez num clássico, contra o América. A partida, válida pela 25ª rodada, terminou em 2 a 1 para o time celeste, com gols de Rafael Sóbis, de pênalti, e Manoel, para o Cruzeiro, enquanto Anderson descontou para o Coelho.

Mais Cruzeiro publica após toda partida, as notas dos jogadores do Cruzeiro, dadas pelo site especializado SofaScore, mas a partir de agora, com a coluna “Do 1 ao 11”, iremos publicar nossas próprias análises individuais de cada jogador e do treinador.

Titulares

Fábio

Maic Costa: Trabalhou bem quando foi exigido e não teve culpa no gol, apesar de ter ficado parado, sem ao menos pular.

Lucas Barbosa: Esteve lá quando foi necessário.

Raúl Cáceres

Maic Costa: Partida tímida do jogador, que se preocupou mais na marcação do excelente ataque americano, coisa que fez bem.

Lucas Barbosa: Não teve o brilho de outros jogos.

Do 1 ao 11: veja análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra o América
Cáceres fez mais uma partida segura – Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Manoel

Maic Costa: Mais um grande jogo do zagueiro, que teve sua exibição coroada com um gol, o quarto em 14 jogos na Série B.

Lucas Barbosa: Definitivamente, Manoel sobra na Série B. É o melhor jogador do Cruzeiro na competição, tanto defensiva quanto ofensivamente.

Ramon

Maic Costa: Jogou bem e pouco falhou nos 90 minutos.

Lucas Barbosa: Bom jogador.

Matheus Pereira

Maic Costa: É até injusto analisar Matheus Pereira comparando-o com Patrick Brey, tamanha é a diferença de qualidade. O camisa 36, assim como Raúl Cáceres, ficou preocupado com a marcação e foi bem no quesito.

Lucas Barbosa: Simples, prático e bom. Matheus Pereira se posiciona bem, tem qualidade e faz o que é preciso.

Adriano

Maic Costa: Partida ruim do volante, que falhou no gol do América.

Lucas Barbosa: Mais uma vez, muito apagado.

Jadsom

Maic Costa: Outra partida ruim de Jadsom, que vem oscilando bastante.

Lucas Barbosa: Nova partida ruim do camisa 16. Está em má fase.

Filipe Machado

Maic Costa: Entrou no lugar de Régis e conseguiu jogar bem melhor que o camisa 10 celeste, além de dar a assistência para o gol de Manoel, batendo escanteio. Mesmo que não seja um primor de jogador, com ele em campo é certo que o Cruzeiro ganhe pelo menos mais qualidade bola parada.

Lucas Barbosa: Machado conseguiu ser melhor que Régis e deu mais consistência ao meio-campo azul. Ademais, ajuda bastante nas bolas paradas.

William Pottker

Maic Costa: Sofreu o discutível pênalti do jogo. Fora isso, não fez muito e saiu machucado.

Lucas Barbosa: Participou da jogada do pênalti e saiu lesionado.

Airton

Maic Costa: Mais uma partida em que Airton esteve sumido. Foi muito individualista em alguns lances. Os adversários parecem estar tendo mais cuidado com o camisa 77.

Lucas Barbosa: Pouco rendimento técnico, mas esteve muito voluntarioso e ajudando taticamente.

Rafael Sóbis

Maic Costa: Apesar da desconfiança com sua contratação, Rafael Sóbis chegou e tomou conta da posição. Marcou de pênalti, que ele não costuma errar, e acrescentou em entrega, experiência e “malandragem”, três coisas que faltavam no Cruzeiro.

Lucas Barbosa: Fez outro gol e vem ajudando bastante a Raposa. Muita experiência e liderança em prol do Cruzeiro.

Do 1 ao 11: veja análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra o América
Rafael Sóbis voltou a marcar, dessa vez de pênalti – Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Felipão

Maic Costa: Felipão fez o simples e ainda foi bem ao sacar Régis por Filipe Machado. Com o Cruzeiro na frente, conseguiu montar um esquema que segurasse a pressão americana, que apesar de causar apreensão, não esteve nem perto de surtir efeito.

Lucas Barbosa: Escalou um time mais consistente e soube segurar o América. Além de tudo, fez mudanças que ajudaram o Cruzeiro defensivamente.

Do 1 ao 11: veja análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra o América
Felipão corrigiu os erros que cometeu contra o Confiança e tem grande parcela na vitória – Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Suplentes

Arthur Caíke

Maic Costa: Entrou no lugar de William Pottker machucado e jogou bem mal, perdendo chances claras de gol.

Lucas Barbosa: Entrou mal. Perdeu gols e não colaborou muito na criação de jogadas.

Thiago

Maic Costa: Entrou mal e errou tudo que tentou, domínio, passe e finalização, ao perder uma chance clara de gol. Ajuda na recomposição e bola aérea defensiva, mas como centroavante deixa a desejar.

Lucas Barbosa: Falta técnica e cacoete. É um jogador tático, mas só isso.

Jadson

Maic Costa: Entrou para reforçar o meio de campo e não apareceu. É o jogador invisível, no mau sentido.

Lucas Barbosa: Não fez muita coisa, mas conseguiu compor o meio de campo.

Análise geral

Maic Costa

Melhor em campo: Manoel
Pior em campo: Jadsom
Ponto positivo: Solidez defensiva
Ponto negativo: Queda de rendimento de Jadsom

Lucas Barbosa

Melhor em campo: Manoel
Pior em campo: Adriano
Ponto positivo: Competitividade do time
Ponto negativo: Gol sofrido em bola parada

Veja também: Felipão dedica vitória do Cruzeiro contra o América a Benecy Queiroz: “uma lenda”

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário