Início Análises Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do...

Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra Brasil-RS

Marcando quatro gols pela primeira vez na Série B 2020, o Cruzeiro goleou o Brasil-RS e subiu quatro posições na tabela, ficando em 11º lugar. Arthur Caíke, Jarro (contra) e Rafael Sóbis (2) fizeram os gols da Raposa na partida disputada na noite de ontem (5), no Mineirão.

Mais Cruzeiro publica após toda partida, as notas dos jogadores do Cruzeiro, dadas pelo site especializado SofaScore, mas a partir de agora, com a coluna “Do 1 ao 11”, iremos publicar nossas próprias análises individuais de cada jogador e do treinador.

Titulares

Fábio

Maic Costa: Não foi muito exigido. O gol sofrido foi numa bola difícil, talvez defensável, mas nada que mereça críticas.

Lucas Barbosa: Não há muito o que comentar. O Brasil levou pouco perigo.

Raúl Cáceres

Maic Costa: Mais uma partida sólida do lateral-direito, apesar da falha de marcação no seu setor no gol do Brasil-RS.

Lucas Barbosa: Sólido, mas teve algumas dificuldades defensivas, como no gol adversário.

Manoel

Maic Costa: Fez partida segura, mesmo tendo sido batido por Jarro Pedroso no gol do time gaúcho.

Lucas Barbosa: Teve alguns momentos de desconcentração que não podem acontecer.

Ramon

Maic Costa: Partida sólida e sem sustos.

Lucas Barbosa: Bom jogador.

Matheus Pereira

Maic Costa: Mais um jogo onde Matheus Pereira não se destacou ofensivamente, mas foi muito seguro lá atrás. Pouco se criou do seu lado. Defende bem e ataca com qualidade e inteligência, sem desguarnecer a zaga. Impressionante sua maturidade para a pouca idade.

Lucas Barbosa: Mais uma vez, seu posicionamento defensivo e sua segurança chamaram a atenção.

Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra Brasil-RS
Matheus Pereira voltou a fazer partida sólida – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Adriano

Maic Costa: Partida sólida que quase foi coroada com um gol.

Lucas Barbosa: Boa atuação. Preenchimento de espaços e importância na marcação.

Jadsom

Maic Costa: Pouco apareceu, mas dessa vez no bom sentido. Partida sólida e discreta.

Lucas Barbosa: Foi ok.

Filipe Machado

Maic Costa: Melhorou muito o meio de campo celeste em comparação a Régis. Além do ganho nas bolas paradas, conseguiu criar mais um gol dessa forma, jogando mais a frente, Filipe Machado consegue auxiliar o time sem cometer erros que vão “vender” o sistema defensivo.

Lucas Barbosa: É diferenciado nas bolas paradas. Além disso, está se firmando como terceiro homem do meio-campo. Gira o jogo bem e dá bons passes em profundidade.

Do 1 ao 11: veja a análise da atuação dos jogadores do Cruzeiro contra Brasil-RS
Filipe Machado melhorou o setor de criação celeste – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Airton

Maic Costa: Apareceu pouco no jogo, apesar de não comprometer. Ao meu ver, foi o pior em campo num time que esteve bem, por isso nada que justifique críticas.

Lucas Barbosa: Discreto.

Arthur Caíke

Maic Costa: Entrando no lugar de Pottker, que não jogou por lesão, Arthur Caíke fez sua melhor partida com a camisa do Cruzeiro, fazendo um gol e sofrendo o pênalti convertido por Sóbis.

Lucas Barbosa: Ótima atuação de Arthur Caíke, que vinha em baixa. Isso mostra que o elenco azul tem suas qualidades.

Arthur Caíke
Arthur Caíke chegou aos quatro gols e empatou com Airton, Manoel e Rafael Sóbis na artilharia do Cruzeiro na Série B – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Rafael Sóbis

Maic Costa: O homem do jogo, mais uma vez. Sóbis tem jogado muito. O camisa 23 deu uma assistência e fez dois gols, sendo o segundo deles uma pintura de antes do meio de campo. Partida sensacional.

Lucas Barbosa: Espetacular. Gol, golaço, movimentação, entrega, criação de jogadas e tudo mais. Masterclass de Rafael Sóbis.

Felipão

Maic Costa: Felipão fez mais uma boa partida, mexeu quando tinha que mexer e escalou bem. O time do Cruzeiro teve uma melhora assombrosa desde que o treinador do penta chegou, tanto em resultados, quanto em desempenho.

Lucas Barbosa: Partida que consolida o bom trabalho que vem fazendo Scolari.

Suplentes

As entradas de Jadson, Marcelo Moreno, Welinton, Cacá e Régis aconteceram com o Cruzeiro já controlando a partida e o jogo praticamente ganho, por isso nenhum destes fez o suficiente para ser analisado.

Análise geral

Maic Costa

Melhor em campo: Rafael Sóbis
Pior em campo: Airton
Ponto positivo: A boa fase de Rafael Sóbis
Ponto negativo: Falha de marcação no gol do Brasil-RS

Lucas Barbosa

Melhor em campo: Rafael Sóbis
Pior em campo: Airton
Ponto positivo: Partida de Rafael Sóbis e retomada da vitória em casa
Ponto negativo: Desconcentração em determinado período de tempo que resultou no tento adversário.

Veja também: Com cinco jogos, Rafael Sóbis ultrapassa número de gols de Marcelo Moreno, que jogou 26

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário