Início Especiais Centenário Os 10 maiores artilheiros da história do Cruzeiro

Os 10 maiores artilheiros da história do Cruzeiro

Se hoje a Raposa pode se orgulhar de sua extensa e bonita história, tem de agradecer aos agentes do passado. Por isso, o Mais Cruzeiro lança uma série de matérias especiais sobre o centenário estrelado. Agora, iremos os maiores artilheiros da história do Cruzeiro

1 – Tostão, com 249 gols

Um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro, o eterno Tostão marcou época no Cruzeiro e fez 249 gols com a camisa estrelada, durante uma passagem de quase sete anos pelo time do Barro Preto

2 – Dirceu Lopes, com 223 gols

Não menos importante que Tostão, o Príncipe de Pedro Leopoldo envergou a camisa 10 estrelada por anos e anos, o suficiente para se firmar como segundo maior artilheiro da história do Cruzeiro.

3 – Niginho, com 213 gols

Primeiro grande ídolo da história estrelada, Leonízio Fantoni, o Niginho, cansou de balançar as redes adversárias durante as décadas de 20, 30 e 40.

4 – Bengala, com 168 gols

Contemporâneo de Niginho, o meio-campista ajudou o Cruzeiro a se firmar como um dos grandes clubes de Minas Gerais.

5 – Ninão, com 167 gols

Irmão de Niginho, João Fantoni seguiu o legado de sua família e fez história na Raposa.

6 – Marcelo Ramos, com 162 gols

Uma das maiores referências da vitoriosa década de 90 para o Cruzeiro, o Flecha Azul, como era conhecido, marcou época ao se eternizar como um grande matador. Além dos gols, ele é um dos maiores vencedores de títulos pelo clube.

7 – Palhinha, com 145 gols

Vanderlei Eustáquio Oliveira foi o primeiro Palinha na história do Cruzeiro. Com um grande futebol, foi peça-chave na conquista estrelada da Taça Libertadores de 1976.

8 – Alcides Lemos, com 144 gols

Foi um ponta-esquerda das décadas de 30 e 40.

9 – Joãozinho, com 118 gols

O Bailarino da Toca se eternizou ao, em um ato de impulsividade, contrariar Nelinho e cobrar a falta que resultou no gol do título da Libertadores de 76 para o Cruzeiro.

10 – Raimundinho, com 112 gols

Ponta-direita das décadas de 50 e 60.

Deixe seu comentário
Deixe seu comentário